Arquivo | Decoração RSS feed for this section

Cantinho de maquiagem – Parte II – Espelho Camarim

24 out

Olá meninas, tudo certinho? Fiquem felizes porque o post de hoje SIMMMM é sobre o tal do camarim que há séculos estava montando. Uhuuu! Vou tentar explicar o mais detalhado possível sobre o projeto e a iluminação, espero que consiga. Vamos lá?

Primeiramente para aguçar as leitoras e leitores do Putz!, coloco uma foto do projeto:

Até aqui parece como um camarim normal como já vimos muito por ai, correto? Nãoooooo, este é diferente. Bom, começou como outro qualquer, mas o resultado é todo diferenciado.

1)      Montagem

Para as medidas do espelho camarim usei de base a largura da escrivaninha que comprei para usar de penteadeira -(https://putzarrasou.wordpress.com/2013/10/21/conhecendo-meu-cantinho-de-maquiagem-parte-i-organizacao/).

Ah, o projeto foi desenvolvido pelo papis (uhuuuu) desde as medidas corretas até o circuito de iluminação. Já a montagem foi um conhecido que trabalha com marcenaria quem fez.

É como se fosse um caixote com furos para as lâmpadas, mas para ficar mais profissional, usei spots na cor branca.

 Abaixo seguem as medidas do projeto:

Total: 1,20 x 100cm

Espelho: 93 x 75cm

Laterais: 13 cm

Detalhes: 1,5 cm

Spots: 9cm de diâmetro.

Obs: Optei aqui também pela madeira na cor branca para melhor refletir a iluminação e combinar com a penteadeira. ;D

2)      Iluminação

Esse aqui já foi tópico mais discutido. Pesquisei durante muito, mas muito tempo mesmo sobre a melhor forma de iluminar, sobre tipos de iluminação e, claro, iluminação para maquiagens. Tive que desbravar neste assunto e entender sobre lâmpadas de filamentos, frias, tons, cores etc… UFA!

No fim achei um vídeo que resume bem o ideal da iluminação para maquiagem. Recomendo que assistam:

Viu o vídeo mais ainda não entendeu?

Basicamente é assim:

Para uma iluminação perfeita, precisa existir focos de luz vindos de todas as direções para evitar a formação de sombras. Ok, mas o que tem formar sombras? Como no próprio vídeo exemplifica, muitas vezes as pessoas se esquecem de maquiar, geralmente, onde a luz não bate. O pescoço seria o caso mais comum, além de prejudicar também na tonalidade e cores das sombras por exemplo. Você não quer sair com um lado do rosto super poderoso e forte e no outro todo xoxo né?

Lâmpadas amarelas:

 Conhecidas também como quentes, incandescentes ou lâmpadas de filamentos, são excelentes porque mantém o mais fiel possível as cores.

Lâmpadas brancas:

Conhecidas também como frias ou fluorescentes são as que mais iluminam, porém não são tão fieis nas cores. Já reparou que muitos vídeos com tutoriais as moças parecem estar com um aspecto de cara lavada, meio sem cor, sem vida? Exatamente por isso! A maioria das gurus utilizam apenas as lâmpadas frias para iluminar o ambiente.

O que fazer?

Resolvi então, intercalar as lâmpadas, usando o que cada uma tem de melhor.

Boa iluminação das brancas, e a fidelidade das cores das amarelas!

 

 Resultado:

 

3)      Interruptores e dimmers

Tudo certinho até aqui, porém eu gostaria de ter a opção de poder usar somente as lâmpadas brancas e somente as lâmpadas amarelas dependendo da situação. Solução mega engenhoca do pai: cada jogo de lâmpadas tem seu próprio interruptor!

 

1)      Jogo 1 de luz amarela

2)      Jogo de luz branca

3)      Jogo 2 de luz amarela

Vocês devem estar se perguntando o porquê da luz amarela estar divida entre 2 jogos. Mais uma engenhoca maravilhosa do pai: Dimmers!

Mas hein? O que é dimmer?

São nessas horas que o Wikipédia salva geral:

Dimmers são dispositivos utilizados para variar a intensidade de uma corrente elétrica média em uma carga. Eles consistem de gradadores que, através da diminuição ou aumento da tensão, controlam a intensidade da luz produzida pela mesma. Um dimmer tem como objetivo fazer com que aumente ou diminua a intensidade luminosa através de um potenciômetro, que auxilia nessa operação. (Fonte: Wikipédia).

 

Infelizmente apenas em lâmpadas com filamentos os dimmers funcionam, mas tudo bem! Está ótimo, assim. Foram feitos 2 circuitos. Em cada circuito um jogo de lâmpadas. Mais opções, mais controle. Nas imagens abaixo dá para ver cada circuito iluminado separado.

  

Projeto completo:

 

Aqui coloco também um exemplo de fotos com cada iluminação, para provar que sim, elas fazem toda a diferença:

 

Abafem a cara de fantasma! hahahaha

Ahhhh  e não deixe de conferir o vídeo abaixo na qual mostro como funciona os interruptores e os dimmers!  =)

 

Anúncios

Dica de decoração para viciados em série

27 abr

Meninas e meninos, primeiramente pra quem não me conhece, sou viciada em séries americanas, mas viciada mesmoooooo, tenho até uma planilha de acompanhamento pra não me perder neste “mundarel” de episódios! Hahaha, sim é sério! rs

Bom, aí comecei a pensar em como transferir este meu vício pro meu mundinho, o meu cafofo todo frufru que é meu quarto. Pensa daqui, pensa dali, eis que surge o projeto: ALMOFOFAS SÉRIE-MANÍACA: almofadas personalizadas com o logo bordado de cada série que gosto atualmente ou que já gostei muito no passado.

Querem ver como ficaram? Tchrãaaaaaa

Esta é uma boa dica pra quem como eu, ama séries e não tem vergonha de mostrar isso pro mundo inteiro! Mas não liguem, acabei me empolgando. Fala sério! Precisava de tanta almofada assim? Rs

Anywayyyyy, qual foi a favorita e que gostariam de ter também no cafofo?

Beijão pra todas e todos os arrasadores de plantão! =*

Fazendo arte

11 abr

Olá arrasadoras, me empolguei com o post do porta pincéis postado recentemente e decidi compartilhar com vocês alguns outras peças que pintei.

Espero que gostem! Beijinhos. 😉

1) Porta Bijus

Na primeira e na segunda imagem presenteei amigas fazendo um vetor (desenho) delas mesmas e colocando como decoupage no porta bijuterias. Elas amaram! O terceiro é simples, só com uma imagem fofa e no último puxado pra um estilo mais vintage (AMO).

2) Porta maquiagem

3) Porta Chaves

4) Porta Lápis

5) Porta Ferramentas

6) Porta Retrato

7) Porta Sacolas

8) Porta Remédios

9) Maleta para Esmaltes

10) Criado Mudo

Porta pincéis personalizados

30 mar

Boa tarde meninas! O post de hoje será um pouquinho diferente. Pra quem não sabe, eu AMOOOO personalizar as coisas! Detesto padrões, coisas iguais ao de todo mundo. Eca!!! Por isso sempre que dá, dou um jeito de transformar algo comum em algo diferente e que tenha a minha cara e personalidade.

O objeto da vez, ou melhor, os objetos, foram 4 porta pincéis. Quer saber como fiz? Basta ler o passo a passo abaixo.

1) Escolha do porta pincel

Em primeiro lugar escolha o formato do porta pincel, no meu caso escolhi um retangular. Este tipo de material você encontra em lojinhas de artesanato ou em lojas que vendam peças de madeira. Pra quem mora na minha cidade, recomendo a Casa das Molduras que fica na Av. Monte Castelo. As meninas são umas fofas e sempre nos atendem muito bem.

 2) Base

Sempre passe pelo menos 2 mãos de tinta branca. A cor branca cria uma base que além de ajudar a economizar na tinta “colorida”, ajuda o pincel a deslizar mais fácil sobre o objeto e esconde os detalhes da madeira.

 

3) Escolha das cores

No meu caso escolhi amarelo, verde, rosa e roxo. As tintas devem ser de aplicação em madeira.

 

4) Se jogue na cor

 Aplique quantas camadas achar necessário, dependendo da qualidade da tinta, pode ser que 2 mãos não sejam suficientes.

 Dica: Espere sempre a tinta secar antes de aplicar outra camada. Tenha paciência, mas caso você seja como eu e não tenha um monge interno rsrsrs, utilize um secador com o ar frio para ajudar o processo de secagem.

 

5) Personalizar

Aqui entra a parte divertida, a hora de transformar o objeto na sua cara.

Como sou apaixonada por viagens, criei no computador desenhos com cidades e países que tenho a vontade de (e vou!) conhecer um dia. Trabalhei com as cores que selecionei anteriormente para os porta pincéis. Depois de tudo medido mandei o arquivo digital para uma gráfica rápida. Você deve estar me questionando neste momento porque eu mesma não imprimi. Por um simples motivo, as impressoras “caseiras” utilizam tinta a base de água, assim na hora de aplicar o verniz em cima do papel ele pode enrugar e até mesmo rasgar. A impressora deve ser a laser, se por acaso você tem uma assim, minha filha se joga e arrasa!!!

 

6) Recorte

Hora de exercitar a paciência. Recorte todo o desenho, para detalhes utilize tesourinha de costura.

 

7) Colagem

 Para colar o papel no porta lápis utilizo uma cola especial para decoupage chamada Termolina Leitosa. Não sei se cola branca funciona, nunca testei, caso alguém tente me fale sobre o resultado depois.

 

 Passe a termolina no papel, depois de colado no objeto passe também por cima do papel.

8) Verniz

Espere secar e depois aplique 2 camadas de verniz. Escolhi verniz de acabamento brilhante.

 

9)  Resultado

 

10)   Outras ideias*

 

* Créditos: Imagens retiradas do Google.

E aí meninas, o que acharam? Gostaram da dica de hoje? Compartilhem suas ideias no comentário.