A história e outras curiosidades sobre o esmalte

16 set

Você sabe o que anda passando  nas unhas?

Neste post o Putz Arrasou! trará informações e curiosidades sobre o queridinho das mulheres, o  verniz de unha, ou esmalte como é mais conhecido.  Com uma infinidade, põe infinidade nisso de cores e efeitos, os fabricantes inovam e investem cada vez mais em tecnologia para nos deixar lindas, leves e poderosas. Que tal conhecermos um pouquinho sobre ele?

A história

O esmalte para as unhas vem do Germânico smalt, “verniz”.

As primeiras unhas pintadas surgiram no Antigo Egito, por volta de 3.500 a.c. Para pintá-las se mergulhavam os dedos em uma base de hena preta. Com o tempo foram surgindo tons de marrom e vermelho. As cores eram utilizadas para separar a nobreza do resto da população. Cores vibrantes eram exclusivas da família real, como a Toda Toda Rainha Cleópatra que ficava com os vermelhos escuros e Nerfetiti na tonalidade rubi. Quem ousasse desobedecer e pintasse as unhas com a cor da nobreza, tinha sua morte decretada. (Que bafo Cleópatra! AFF)

 

Entre os chineses o esmalte também servia para separar a nobreza das demais pessoas conforme sua cor. Vermelhos e metálicos (feitos com prata) significavam a ocupação de um lugar privilegiado na hierarquia social e eram usados tanto por homens quanto mulheres. Os guerreiros pintavam as unhas de preto antes de saírem para as batalhas (de travesseiro? Hahahaha). Unhas compridas também eram vistas como sinal de nobreza.

De lá pulamos para o ano de 1.800 d.c., as unhas já eram curtas, arredondas por lixa e em alguns casos perfumadas com óleo vermelho e polidas com couro. Nesta época predominava-se o movimento neoclassicismo que tinha como princípio a moderação, equilíbrio e ia contra os excessos decorativistas e dramáticos do barroco, assim, a simplicidade também se dava nas unhas, cores extravagantes não eram bem vistas.

 Em 1.900 surgiu o precursor do esmalte tal como conhecemos hoje, ele era aplicado com pincel de pêlo de camelo, mas a duração era pouca, cerca de um dia nas unhas.

 Então em 1.925 durante estudos para tinturas de carros (choqueeeem) foram descobertas as primeiras soluções próximas ao esmalte de hoje. A primeira versão se deu em tom rosa claro e era aplicado somente no meio das unhas em formato de lua (Que bizarro!).

 Já em 1.930 o esmalte já havia se tornado o queridinho entre as estrelas de Hollywood, como Rita Hayworth e Jean Harlow.

 

No ano de 1.932, os irmãos Charles e Joseph Revlon junto à um químico, criaram  um novo tipo de esmalte, mais brilhante, em várias cores que eram aplicados em toda a unha. Siiiimmmmmm, foi aqui que surgiu a marca Revlon.  E ainda lançam moda: maquiar os lábios com o mesmo tom da unha.

 Nas décadas seguintes, suas fórmulas foram se tornando cada vez mais complexas, com mais variedade de cores, estilos e texturas. Surgiram as unhas postiças, esmalte com extra brilho, novos pigmentos, inserção de pedrarias, desenhos, adesivos e até máquinas capazes de imprimir imagem digital nas unhas.

 Composição do esmalte atualmente

  •  PMMA (polimetilacrilato): plástico que garante a ligação entre os componentes do esmalte, fazendo com que eles se misturem. Por causa dele, o esmalte não escorre das unhas.
  • Esteralcônio de Hectorita: triturado, o esteralcônio é usado em forma de pó no esmalte, virando uma espécie de cola, que permite que o esmalte fixe nas unhas.
  • Nitrocelulose: transforma a mistura dos componentes do esmalte em um filme plástico e maleável que cobre as unhas.
  • Copolímero de Etileno: é ele quem garante que o “filme” criado pelo esmalte não se despedace. É este componente que faz com que ele saia das unhas em forma de lascas caso se tente arrancá-lo.
  • Poliuretano: tem função importantíssima no esmalte, pois é este elemento que integra os pigmentos ao resto da fórmula. Por serem insolúveis, os pigmentos decantariam sem o poliuretano, acumulando no fundo do vidro.
  • Resinas: proporcionam brilho, aderência, resistência e durabilidade.
  • Solventes: são responsáveis pelo tempo de secagem, facilidade na aplicação e fluidez do esmalte.
  • Corantes: dão cor aos esmaltes.
  • Agentes de Suspensão: auxiliam a manter os corantes suspensos, sem decantar o produto.
  • Entre outros.

Unhas francesinhas

 Adora este estilo de unha? Mas você realmente sabe como ela surgiu e o que ela representava? Quando se fala em unhas francesas temos a sensação de sofisticação não é mesmo? Mas será que isso é verdade?

O estilo francesinha surgiu na França dãaaaar no século XVIII, século onde era grande a busca pelo prazer carnal, assim “choviam” prostitutas pelas ruas francesas, e como sabemos daquela história de que francês não é muito chegado em um banho, as cortesãs passavam os esmaltes nas pontas das unhas para esconder as sujeiras que ficavam embaixo delas. Pintar as unhas desta forma acabou virando um sinal da profissão, sendo fácil para o homem reconhecê-las entre as damas (que bafooo!!)

Nos aos 70 o maquiador de Hollywood Jeff Pink em uma viagem a Paris conheceu a técnica e se APAIXONOU, assim criou tendência entre suas  clientes hollywoodianas. Com divas usando deste estilo, tinha como não virar febre?


Fontes:
http://emporiomep.blogspot.com.br/2011/05/composicao-quimica-dos-esmaltes.html
http://pt.wikipedia.org/wiki/Verniz_de_unha
http://www.historiadomundo.com.br/curiosidades/historia-do-esmalte.htm
http://www.modacerta.com/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=117
 
 

A indústria não para e a cada dia surgem novas ideias, novas tendências, deixando as mulheres de plantão todas eufóricas. E você? Qual estilo ou cor favorita?

Anúncios

10 Respostas to “A história e outras curiosidades sobre o esmalte”

  1. edgardsiao setembro 16, 2012 às 4:37 pm #

    Demais!!! Agente nem imagina a história que tem por trás das coisas que usamos atualmente né! Nossa, ADOREI!!!!

    • luspellman setembro 17, 2012 às 7:56 pm #

      Que bom Edgard! E aí, quando teremos um post fresquinho hein? hahahahaha bjooo

  2. Cássia Tamires setembro 16, 2012 às 11:38 pm #

    Amo tudo sobre esmalte, mas infelizmente tenho alergia!
    Beijos :*

    • Lauren setembro 17, 2012 às 11:56 am #

      Adorei a dica e a história, saber como surgiu mto legal, olhamos para nossas unhas lindas e nem imaginamos como são produzidos. Parabéns vcs arrasam 🙂

      • luspellman setembro 17, 2012 às 7:55 pm #

        É verdade Lauren, tem tanta coisa que a gente nem imagina da onde vem né? Acho super interessante, adoro conhecer a história por trás. Vou tentar fazer mais posts assim. Obrigada pela visita, arrasou. Bjos

    • luspellman setembro 17, 2012 às 7:53 pm #

      Puxa, que chato, mas faz parte né? Bjos

  3. daniela setembro 18, 2012 às 3:51 am #

    amei saber sobre os esmaltes, obg pela visitinha, otima semana http://fastfashionpink.blogspot.com.br/2012/09/border-nails-comprinhas-do-fds.html

  4. Patrícia setembro 24, 2012 às 12:06 am #

    Passou o pé no tradicional VERMELHO haha
    Muito bom Luci, não sabia dessa história em você eu confio que é veridica!!!
    Continue arrasando, porque esse blog não é só vaidade, tem conteudo.
    Beejos

    • luspellman setembro 25, 2012 às 9:32 pm #

      Obrigada Paty, muito fofo o seu comentário. Obrigada mesmo. Bjão!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: